A Associação dos Profissionais em Design do Rio Grande do Sul (apdesign) reúne e representa os profissionais e estudantes do design gaúchos. Voltada para o desenvolvimento e promoção da atividade, a entidade é reconhecida em todo o Brasil como um dos mais importantes canais de discussão, integração e defesa dos interesses da profissão.
Organizada em núcleos temáticos, a Apdesign realiza atividades, projetos e eventos que valorizam a qualificação e formação profissional, atingindo todas as habilitações do design. Além disto, fomenta o relacionamento com os diferentes setores da sociedade, estimulando a percepção do design como gerador de riqueza e qualidade de vida e levando-o ao conhecimento do grande público.







Tudo começou com a criação da Associação dos Profissionais em Desenho Industrial (APDI), em 1987. Apesar dos esforços de seus fundadores, a entidade deixou de existir dois anos depois, mas mostrou que não nasceu em vão ao fornecer os pilares da fundação, em 1995, da Associação dos Profissionais em Design do Rio Grande do Sul.
De 1995 para cá, a apdesign esteve sempre na vanguarda dos acontecimentos relacionados ao design. Abordando temas controversos, fomentando o amadurecimento da profissão e apostando na geração e disseminação de conhecimento, a entidade consolidou sua atuação não apenas no Rio Grande do Sul, mas no País inteiro e até no exterior.
 




 
Afirmar o design como uma forma autêntica de expressão social, econômica, cultural e ética, comprometida com a melhoria da qualidade de vida da sociedade como um todo.
 

Atuar, no estado do Rio Grande do Sul, como referência em ações que gerem, de forma continuada e permanente, satisfação plena aos associados e à sociedade. 
 

1. Representação
Congregar profissionais e acadêmicos em design no Rio Grande do Sul, com o objetivo de representá-los como classe e de lutar por seus interesses.
 
2. Relações com o Mercado
Incentivar as relações entre o designer e o mercado, para que sejam gerados resultados mais criativos, com maior qualidade e condições mais adequadas de competir no Brasil e no exterior.
 
3. Capacitação Profissional
Estimular a qualificação técnica e cultural dos profissionais de design, por meio da promoção de palestras, seminários, workshops, mostras, eventos culturais, comissões de estudo e programas de intercâmbio com entidades congêneres de outros estados.
 
4. Vínculo com o Ensino
Propiciar uma permanente relação entre as instituições de ensino em design e a atividade profissional.
 
5. Articulação e Fomento
Atuar junto às instituições financiadoras de desenvolvimento tecnológico e científico, visando à adoção de programas de pesquisa e desenvolvimento do design.
 
6. Melhoria da Qualidade de Vida
Discutir com a comunidade iniciativas que visem o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida da sociedade como um todo.
 
7. Divulgação do Design
Atuar como entidade informadora, mediadora e crítica junto à sociedade, com relação aos assuntos referentes ao design.
 
8. Direito Autoral
Defender o direito autoral do designer.